Em várias empresas é possível encontrar líderes de equipe bem-sucedidos na sua área de atuação. Muitos deles ambicionam ser gestor dentro da própria empresa. Mas será que “um bom líder técnico poderia ser um bom gestor”?

Geralmente, um bom líder técnico é habilidoso o suficiente para conduzir seus subordinados a fim de atingirem as suas metas. Espera-se que ele tenha habilidades para realizar junto com a sua equipe, as ações e atividades relativas ao plano tático e operacional da empresa. O que o torna um “especialista” na função desempenhada. 

Se você fizer uma rápida pesquisa encontrará facilmente vários artigos sobre quais são estas habilidades consideradas necessárias para um bom líder técnico. No entanto,  para ser um bom gestor são necessárias habilidades que vão um pouco mais além. 

O líder técnico trabalha de forma horizontal. Ele deve conhecer bem os funcionários de sua equipe, considerando a variabilidade de desempenho inerente à individualidade de cada ser humano. As equipes são compostas por indivíduos com necessidades e motivações diversificadas. É primordial que o líder técnico tenha habilidade de envolver seus subordinados na execução das  atividades transformando-as em ações produtivas. 

Em contrapartida, o bom gestor, como um maestro de uma orquestra, deve reger a equipe tendo uma visão mais ampla. Tem como desafio enxergar tanto no campo horizontal quanto no vertical dentro da sua empresa. O que significa pensar não somente em uma área específica, mas em várias. E como estas áreas juntas poderão alcançar novos objetivos. O bom gestor deve ter, acima de tudo,  a inteligência contextual, que é habilidade de ver o todo e agir sistemicamente. Deve ter o talento de ligar cada equipe a todas as outras esferas dentro da organização mantendo uma cultura de alta produtividade. 

Concluindo, o bom gestor funciona como o pilar solucionador de questões transversais direcionando todos os líderes de sua empresa para o cumprimento das metas pré-estabelecidas. Ele tem uma visão ampla e a habilidade de mapear as necessidades da empresa para traçar objetivos a longo prazo. Já o líder técnico é o que mobiliza e alinha sua equipe na direção da grande visão do gestor. 

E você, se identificou mais com as características do líder técnico ou do Gestor? Compartilhe conosco.

Lucienne Fares

Lucienne Fares

Consultora na área de pedagogia atuando no segmento educacional e também empresarial. Com mais de 30 anos de experiência na área de gestão atua de forma significativa com foco em resultados. Sócia diretora da Affluence Treinamento Gerencial e também palestrante, tendo já realizado ministrações em todos os estados brasileiros.