O diagnóstico empresarial é uma análise do desenvolvimento da sua empresa que deve ser feita periodicamente. Este diagnóstico vai possibilitar que o seu negócio se desenvolva e consiga se destacar em um mercado competitivo.

Mas para realizá-lo, é preciso saber quais informações coletar e o que fazer a partir desse diagnóstico. Então, para ajudar você, ao longo desse artigo iremos explicar com detalhes qual é a sua importância e como fazê-lo na prática. Continue acompanhando esse conteúdo para saber mais!

O que é um diagnóstico empresarial?

O diagnóstico empresarial é uma análise das atividades internas de uma empresa, com o objetivo de verificar o seu desenvolvimento. Essa pesquisa deve investigar todos os setores da organização e as suas respectivas atividades, como as finanças, a liderança, as estratégias de marketing, as vendas e o operacional da empresa.

Um diagnóstico é recomendado para todos os negócios, independente do seu porte ou segmento. Além disso, o seu uso em empresas pequenas é mais fácil por elas  não possuírem tantos processos a serem verificados.

Com isso, uma empresa que realiza um diagnóstico empresarial desde o começo, tem facilidade de manter essa avaliação ao longo do seu desenvolvimento por otimizar essa análise de maneira gradual.

Qual a sua importância em uma organização?

A principal vantagem de fazer um diagnóstico em uma organização é a possibilidade de verificar as suas fraquezas e, com base nisso, definir soluções. A partir das estratégias estabelecidas, o empreendimento consegue executá-las e melhorar essas atividades que irão trazer um resultado melhor para a empresa.

Por exemplo, caso haja algum gargalo no desempenho da produção, o diagnóstico vai conseguir verificar qual é o problema, e assim ficará mais fácil de solucioná-lo. Depois da execução das ações necessárias, haverá um impacto que gerará maior produtividade e capacidade da empresa.

Além dessa vantagem, o diagnóstico traz outros pontos positivos para uma instituição. Evidenciar um problema e resolvê-lo vai ajudar a organização a tomar decisões assertivas, a se destacar em um mercado competitivo, a oferecer uma experiência mais atrativa para os colaboradores, e a gerar mais vendas, aumentando, consequentemente, o seu lucro.

Quais informações deve conter um diagnóstico?

Em um diagnóstico empresarial, é preciso coletar o máximo de informações referente às atividades e aos processos de um negócio. Quanto mais detalhadas forem essas informações, mais fácil será avaliar o que precisa ser feito para melhorar, ou criar estratégias para aproveitar oportunidades.

Para isso, o ideal é realizar um questionário para todos os colaboradores, solicitando a sua opinião referente ao seu setor e à empresa. Pedir que os colaboradores sugiram melhorias também vai possibilitar que líderes visualizem a perspectiva da sua equipe, que muita das vezes não foram notadas — principalmente em empresas que possuem uma estrutura tradicional em formato triangular.

Mas para ajudar você nessa etapa, separamos algumas informações que você pode incluir no seu diagnóstico:

  • desempenho das vendas no último trimestre;
  • opinião dos colaboradores em relação ao seu setor, à empresa e aos líderes;
  • retorno das ações de marketing;
  • organização do fluxo de caixa e demais atividades do setor financeiro da empresa;
  • tempo de produção;
  • uso de recursos e reaproveitamentos.

Como fazer um diagnóstico na minha empresa?

Para realizar um bom diagnóstico, é preciso seguir algumas etapas. Esses passos vão ajudar você a executá-lo da melhor forma e a definir soluções conforme o seu resultado. Nesse caso, separamos a seguir quais são essas etapas para que você possa realizá-las no seu empreendimento.

  1. Coleta de informações

A primeira etapa para realizar o diagnóstico é a coleta de informações. É nessa parte que você vai buscar o máximo de dados para conseguir ter uma visão ampla da empresa.

Nessa etapa, você pode definir quais itens deseja verificar e dar ênfase para aqueles que julga mais importante.

Além disso, poderá definir alguns métodos de pesquisas para utilizar no seu diagnóstico, sendo que algumas opções são: entrevistas, questionários, relatórios, ferramentas de diagnóstico e observação de campo.

  1. Análise de dados

Depois que todos os dados forem coletados, é o momento de analisá-los. Durante esse procedimento, será importante que você verifique os comentários dos colaboradores de forma imparcial, e realize o processo com calma.

Para facilitar essa análise, você também pode organizá-los por categorias e urgência. Isso vai possibilitar que você consiga identificar com precisão os processos da sua organização, principalmente em casos de empresas médias e grandes.

  1. Verificação de problemas e oportunidade

Assim que você realizar uma análise geral, é preciso dar ênfase aos problemas e às oportunidades. Ferramentas como o SWOT, podem facilitar esse processo. A análise SWOT é uma técnica de planejamento que vai ajudar a sua empresa a identificar os pontos fortes e fracos, as oportunidades e as ameaças.

Na medida que você for identificando os pontos de melhoria, é preciso anotá-as e, em seguida, estabelecer soluções.

O mesmo deve ser feito com as oportunidades, pois a partir delas, pode ser possível determinar ações para aproveitá-la em prol do desenvolvimento da empresa.

  1. Apresentação de soluções

A quarta etapa acontece após o diagnóstico empresarial, e é de suma importância para que a análise faça sentido. Assim que você visualizou e descreveu os problemas e oportunidades, é preciso desenvolver ações.

Se essa etapa não for realizada, o diagnóstico não terá sido funcional para a sua organização. Durante esse procedimento você pode reunir uma equipe de gestores para elaborar um bom plano de ação.

  1. Execução e acompanhamento de resultados

Por fim, a última etapa é a execução e o acompanhamento. Assim que o plano de ação for construído, é preciso realizar a execução do mesmo.

No entanto, a etapa de execução só irá funcionar caso o plano de ação contenha prazos e ações detalhadas. Isso porque sem os  prazos determinados, a empresa pode engavetar esse projeto e continuar cometendo os mesmo erros.

Após a execução das atividades, é preciso acompanhar os resultados para verificar se os problemas foram solucionados e as oportunidades aproveitadas.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para conferir a nossa ferramenta de diagnóstico empresarial!

Roney Fares

Roney Fares

Administrador de Empresas com MBA Executivo em marketing, possui ampla experiência na área de Gestão em vários portes de empresas e em diversos segmentos. Sócio diretor nas empresas Exitum Empresarial e Affluence Treinamento Gerencial.