Quando o assunto é conhecimento, a tendência é focar apenas no conhecimento explícito e não no conhecimento tácito. Mas você sabe a diferença entre eles?

O conhecimento explícito pode ser considerado como um capital que uma pessoa pode obter através do estudo, da pesquisa ou da observação sistemática. Este conhecimento pode ser facilmente codificado com palavras, dados e números. Geralmente o conhecimento explícito é formalizado em um documento como um currículo. Já o conhecimento tácito é aquele que a pessoa adquiriu em sua experiência de vida ao longo dos anos.

O conhecimento tácito é subjetivo e por isso não é fácil de ser formalizado, pois é inerente às habilidades de uma pessoa e está atrelado às atitudes. Alguns escritores afirmam que o conhecimento tácito(aquele que está armazenado na cabeça das pessoas em forma de experiência e sem registro formal), representa 80% do conhecimento existente dentro de uma empresa.

Os resultados profissionais positivos estão geralmente relacionados à capacidade do indivíduo de gerenciar o conhecimento de duplo ciclo. O que significa encontrar o equilíbrio entre o aprendizado adquirido nas experiências vivenciadas e a aprendizagem formal.

SUGESTÃO DE TÉCNICA PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO

Dentre as técnicas utilizadas para a gestão do conhecimento, destacaremos aqui a técnica denominada lições aprendidas. Essa técnica possibilita a valorização dos saberes e visa tornar explícito o conhecimento tácito. Ela consiste em deixar registrado os acontecimentos que influenciaram ou impediram o  avanço de eventuais projetos que o indivíduo desenvolveu ou participou. É preciso registrar todas as ocorrências que influenciaram de forma positiva ou negativa a execução do projeto.  Todas as informações registradas servirão de base para outros novos projetos.

O registro de lições aprendidas deve ser feito ao final de cada fase do projeto. Ao retomar e refletir sobre os registros feitos você poderá mitigar riscos já ocorridos. Da mesma forma, poderá também reavaliar e melhorar os procedimentos e redirecionar as práticas, proporcionando efeitos positivos na execução da fase seguinte do projeto.

Por mais que pareça trabalhoso, a utilização das lições aprendidas como técnica de gestão do conhecimento é uma excelente ferramenta para dimensionar o conhecimento que você possui. Mas lembre-se de que será preciso manter os registros atualizados e analisar seus sucessos e fracassos após cada coleta de informações. Essa técnica ajudará você a evitar que erros cometidos no passado sejam repetidos em projetos futuros.

Procure investir um tempo na gestão do seu conhecimento começando desde já a registrar suas lições aprendidas. Aproveite e compartilhe conosco como foi esta sua experiência.

Lucienne Fares

Lucienne Fares

Consultora na área de pedagogia atuando no segmento educacional e também empresarial. Com mais de 30 anos de experiência na área de gestão atua de forma significativa com foco em resultados. Sócia diretora da Affluence Treinamento Gerencial e também palestrante, tendo já realizado ministrações em todos os estados brasileiros.